• Sandra Carvalho

Árvores de São Paulo crescem menos, por causa da poluição


A árvore tipuana, comum nas ruas da cidade, está crescendo menos por causa da poluição.

Árvore tijuana em São Paulo
As tipuanas têm origem na Bolívia, mas são populares em São Paulo | Foto: cc 2.0 Mauro Halpern/Flickr

Árvores ajudam a melhorar a qualidade do ar que respiramos, porque filtram a poluição, acumulando metais em seu tronco e suas cascas, assimilando dióxido de carbono, atenuando a radiação solar e controlando a umidade que vem com a água da chuva.

Mas as árvores não conseguem cumprir tão bem esse papel se são afetadas demais pela própria poluição do ar. É o que acontece atualmente na cidade de São Paulo, segundo pesquisadores da USP.

Eles estudaram o comportamento da tipuana (Tipuana tipu), árvore de origem boliviana bastante comum nas ruas de São Paulo. As tipuanas da cidade estão crescendo menos, e por isso começam a atuar mais tarde no combate à poluição.

O tamanho da árvore faz toda a diferença. Uma árvore de grande porte é 70 vezes mais eficaz no combate à poluição do que uma árvore de pequeno porte, de acordo com o estudo.