• Sandra Carvalho

17,5% do Brasil queimou nos últimos 20 anos

Das áreas tomadas pelo fogo, 68% eram de vegetação nativa.


Queimada no Mato Grosso
Queimadas no Pantanal: elas cresceram 996% em 2019 | Foto: cc Mayke Toscano/Secom do Mato Grosso

As queimadas fugiram do controle no Brasil, e engolfaram 1,5 milhão de km2 quadrados de 2000 a 2019. Das das áreas incendiadas, 68% tinham vegetação nativa. O fogo consumiu 330 mil km2 de florestas.


Os dados são de um novo levantamento, o MapBiomas Fogo, baseado em dados de satélites, lançado esta semana. O MapBiomas é um mapeamento do uso da terra no país feito por universidades, ONGs e empresas de tecnologia.


O levantamento aponta que nos últimos 20 anos o fogo atingiu 17,5% do território brasileiro. Na média, 2,1% do país queima todos os anos. São 177 mil km2 a cada 12 meses.


Segundo o MapBiomas Fogo, apenas 32% das queimadas acontece dentro de áreas de agropecuária, em pastos ou roçados. Mas é frequente o fogo transbordar delas e atingir as florestas.


Na Amazônia, onde o fogo ocorre naturalmente apenas uma vez a cada 500 a mil anos, sem a ação do homem, os incêndios se tornaram bem mais comuns. De toda a área queimada no Brasil nos últimos 20 anos, 28,7% é de lá, conforme o levantamento.


"O incêndio em florestas tropicais não é natural", observa Ane Alencar, diretora do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia, o IPAM, coordenadora do MapBiomas Fogo.


"Ele é causado principalmente pela ação humana alimentada por um ambiente mais seco, que faz o fogo escapar de um pasto ou de uma área desmatada, por exemplo, e entrar na mata."


No Pantanal, um bioma que evoluiu com o fogo, e onde ele acontece naturalmente com maior frequência, 41% da área foi atingida pelas queimadas. Ali, 76% das áreas incendiadas eram de vegetação nativa.


De acordo com o MapBiomas Fogo, no ano passado as queimadas cresceram ainda mais, e o fogo atingiu 2,4% do território brasileiro, 72% com vegetação nativa.


O fogo disparou no Pantanal, que teve um crescimento de 996% da área queimada, e se alastrou também na Amazônia, com um aumento de 65%.


"As queimadas, na forma como acontecem no Brasil, saíram do controle", notou Tasso Azevedo, coordenado do Mapbiomas, ao Jornal Nacional.


"Não podemos esquecer que elas também são fonte de gases de efeito estufa, que agravam o problema climático, e de poluição, que agrava os problemas respiratórios."


Veja mais: 7 infográficos geniais para entender os biomas do Brasil


#Agropecuária #Pecuária #MapBiomas #IPAM