• Sandra Carvalho

9 dicas para evitar a extinção de insetos

500 mil espécies de insetos correm o risco de desaparecer nas próximas décadas.


Insetos: perda de diversidade | Foto: Matt Hill/Universidade de Huddersfield

Um grupo de 30 biólogos de 13 países fez uma lista de 9 coisas práticas que podem ser feitas no quotidiano por qualquer pessoa para ajudar a sobrevivência dos insetos.


As estimativas atuais são de que haja 5,5 milhão de espécies de insetos, com apenas um quinto delas identificadas e nomeadas. Algo entre 250 mil e meio milhão de espécies de insetos já teriam desaparecido desde a revolução industrial, e pelo menos mais meio milhão poderiam desaparecer nas próximadas décadas.


Os números estão num estudo publicado pelos biólogos em fevereiro, no jornal Biological Conservation. A perda da diversidade dos insetos se liga à perda, degradação e fragmentação de seus habitats, contaminação do meio ambiente, disseminação de espécies invasivas e a mudança de clima global.


As dicas dos cientistas para evitar a extinção de insetos, em suas próprias palavras:


1. Evite mexer na terra: deixe a natureza alimentar os insetos e fazer com que eles cresçam


2. Plante espécies nativas - muitos insetos precisam delas para sobreviver


3. Evite pesticidas, adotando métodos orgânicos, pelo menos em seu próprio quintal


4. Deixe velhas árvores e folhas mortas em paz - elas são a casa de muitas espécies


5. Construa um hotel de insetos com pequenos buracos horizontais que possam se tornar seus ninhos


6. Reduza sua pegada de carbono - isso afeta os insetos tanto quanto afeta outros organismos


7. Apoie e seja voluntário de organizações de conservação


8. Não importe nem liberte na natureza animais vivos ou plantas que possam prejudicar as espécies nativas


9. Preste mais atenção nas pequenas criaturas; sempre olhe o lado pequeno da vida


Veja mais: O novo show de cores das aranhals-pavão na Austrália


#AnimaisemExtinção #Biologia #Conservação #Insetos