• Sandra Carvalho

A expulsão dos maiores carnívoros de seus territórios

Tigres, lobos e leões estão confinados a áreas cada vez menores da África e Sudeste da Ásia.


Leões africanos
 Leões africanos: o habitat de grandes carnívoros encolhe  | Foto: cc Derek/Julie Ramsey/Wikimedia Commons

O lobo vermelho e o lobo etíope já perderam 99% das terras em que viviam. O tigre foi expulso de 95% de seu território. O leão foi varrido de 94% de seu antigo habitat.


Os maiores carnívoros que vivem em terra - Canis rufus, Canis simensis, Panthera tigris, Panthera leo - estão confinados a áreas cada vez menores da África e do Sudeste da Ásia.


O resultado é que vários desses animais estão ameaçados de extinção. O lobo vermelho está em pior situação, criticamente ameaçado.


Mas também vivem sob ameaça de extinção o lobo etíope, o tigre, o cachorro selvagem africano, o leopardo da neve.


A expulsão dos grandes carnívoros de suas terras foi estudada por dois cientistas da Universidade Estadual de Oregon (#OSU), Christopher Wolf e William Ripple. A pesquisa foi publicada no jornal Royal Society Open Science.


Os pesquisadores analisaram 25 grandes carnívoros da Lista Vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza (#IUCN, na sigla em inglês).


No passado, os grandes carnívoros tinham à sua disposição 96% das terras do mundo. Eles são expulsos pela agricultura e pela pecuária, empurrados para dar lugar ao gado e às plantações.


Segundo a pesquisa, grandes regiões dos Estados Unidos e da Europa já perderam 100% de seus grandes carnívoros. As áreas onde eles conseguem sobreviver melhor têm população rural com baixa densidade e agricultura limitada.


Segundo os cientistas, para salvar os grandes carnívoros seria preciso reintroduzir os animais em áreas que já foram suas, contando com a tolerância humana para essa convivência. Não vai ser fácil. ✔︎


Veja mais: Preguiça-de-coleira, sob risco, só existe no Brasil