A lista das listas dos caçadores de patrimônios culturais

Segundo a Unesco, ninguém bate a Itália em tesouros culturais, mas Espanha e Alemanha...


Veneza: um dos 50 patrimônios culturais da Itália | Foto: cc0 Henrique Ferreira/Unsplash

A lista dos países com mais patrimônios culturais da humanidade é, de certa forma, previsível. Metade desses países fica na Europa. Quem vai conseguir competir com a Itália, a Espanha e a Alemanha em tesouros no campo da cultura?


A outra metade dos países se concentra na Ásia, em países com história milenar como China, Índia, Irã e Japão. Surpresa latino-americana: o México, com 29 tesouros culturais, bem mais que os 18 da Grécia, Turquia e Rússia.


A lista dos patrimônios culturais da Unesco, a organização da ONU para Educação, Ciência e Cultura, tem 869 nomes, bem mais que a lista dos patrimônios naturais, que ficam em 213.


Entrar na lista costuma ser disputado, porque garante a atenção de turistas que se importam com cultura e têm os meios para visitar suas atrações in loco.


Aumenta também as chances de preservação dos lugares selecionados, porque eles se tornam muito mais visíveis e deixam de ser presas fáceis da especulação imobiliária ou do descaso dos governos.


Quem entra na lista da Unesco tem boas chances de não sair, se não abusar. Até hoje, apenas um patrimônio cultural foi deletado: o vale do Rio Elba em Dresden, na Alemanha, que tem edifícios importantes dos séculos 18 e 19.


O que aconteceu? Construíram uma ponte moderna, de quatro pistas, bem no meio da área histórica, para aliviar os problemas de trânsito da cidade. A Unesco achou que o vale de Dresden perdeu seu valor universal com a ponte e o tirou da sua lista.


O Brasil aparece na lista dos patrimônios culturais com 15 lugares, que vão da cidade mineira de Ouro Preto ao centro histórico de São Luís, no Maranhão.



#Alemanha #Espanha #Itália #Rankings #Unesco #Viagens