A vida trágica de Jumbo, o elefante mais famoso do mundo

Jumbo morreu como viveu: dramaticamente, nos trilhos de uma ferrovia do Canadá.


Jumbo morto | Foto: Wikimedia Commons

O elefante africano Jumbo foi um animal do século 19. Aclamado como o maior elefante do mundo no circo inglês que se dizia o maior espetáculo da Terra, morreu como viveu: tragicamente, nos trilhos de uma ferrovia do Canadá.


De legado, ele deixou a palavra jumbo - que passou a significar tudo o que é enorme - e a inspiração para Dumbo, uma das mais comoventes criações de Walt Disney.


Jumbo nasceu no Sudão, por volta de 1860, e morreu no Canadá, em 1885. Por que, agora, volta a ser lembrado?


No domingo, dia 10, a BBC ONE leva ao ar um documentário sobre Jumbo feito por Sir David Attenborough, o documentarista número 1 da natureza, prometendo revelar novas facetas da vida e da morte um tanto misteriosa do elefante.


O nome do documentário: "Attenborough and the Giant Elephant".


Foto de Jumbo na Universidade Tufts  | Foto: cc0 Wikimedia Commons

A porção uau do show deve ficar por conta do tamanho exato de Jumbo, que era exagerado pelo marketing do circo que o promovia e foi inflado até após sua morte, em seu empalhamento.


A BBC mandou para Nova York um time de arqueólogos da Universidade de Leicester, na Inglaterra, para examinar o esqueleto de Jumbo no Museu Americano de História Natural, em Nova York. A expectativa é que alguma luz seja jogada sobre suas medidas reais.


O professor Richard Thomas, da Universidade de Leicester, é o cientista-chefe do documentário.


Junto com dois outros pesquisadores, John Hutchinson, do Colégio Real Veterinário, e Holly Miller, da Universidade de Nottingham, ele escreveu uma biografia de Jumbo.


Pouco depois de nascer, o elefantinho, órfão, foi capturado e levado para um zoológico de Paris. Com cinco anos de idade, seguiu para o Zoológico de Londres, como seu primeiro elefante africano.


Era recrutado para passear com crianças nas costas pelas ruas da cidade - o que na época era visto com a maior naturalidade.


Tudo foi relativamente bem até a adolescência, quando Jumbo se tornou mais agressivo e foi vendido para o circo Barnum & Bailey. Houve até campanha pública para desfazer o negócio, o zoo topou, mas o circo não quis voltar atrás.


Jumbo se tornou muito famoso nos Estados Unidos, onde lotou várias vezes o Madison Square Garden. Veja, no cartaz, como ele era acorrentado e exibido.


Poster do circo Barnum & Bailey  | Foto: cc0 Wikimedia Commons

As circunstâncias de sua morte, numa ferrovia de Ontario, no Canadá, ainda são nebulosas. Versões com tom mais realista dizem que ele tropeçou e caiu sobre sua própria presa, sendo atropelado em seguida por um trem.


Versões mais românticas dizem que ele morreu para salvar um elefante mais novo. Há até suposições de que a morte não foi um acidente. No domingo, saberemos.


#AnimaisMaltratados #Elefantes #VidaSelvagem