• Sandra Carvalho

Aperto de mão ideal não deve passar de 3 segundos

Quem diz isso são pesquisadores da Universidade de Dundee.


Aperto de mão
Aperto de mão: longo demais, incomoda | Foto: cc0 Gerd Altmann/Pixabay

Como os abraços, os apertos de mãos têm um tempo ideal de duração em situações mais formais, como as de trabalho. Não devem passar de 3 segundos. A afirmação é de pesquisadores da universidade escocesa de Dundee.


Segundo o que eles dizem, apertos de mão prolongados desencadeiam ansiedade e causam impacto negativo em reuniões de trabalho.


"Apertos de mão são uma saudação particularmente importante e têm consequências de longa duração nos relacionamentos que formamos", observa o psicólogo Emese Nagy, da #Dundee, que liderou a pesquisa sobre o cumprimento.


"Apertar as mãos por mais que 3 segundos pode parecer um gesto caloroso na superfície, mas afeta negativamente o comportamento da outra pessoa, mesmo depois que o aperto de mão acaba."


De acordo com a pesquisa da Universidade de Dundee, políticos adoram apertos de mão longos, o que pode impressionar as câmeras, mas pode colocar em perigo as relações profissionais e pessoais deles com os interlocutores.


Os pesquisadores analisaram o comportamento de 36 pessoas que foram cumprimentadas com apertos de mão normais, de menos de 3 segundos, longos, de mais de 3 segundos, ou não receberam apertos de mão.


Eles notaram que depois de um aperto de mão prolongado as pessoas mostraram menos prazer com a interação, riram menos e revelaram níveis mais altos de ansiedade.


Quem recebeu um aperto de mão de menos de 3 segundos sorriu menos, mas se sentiu mais à vontade. Quem não não recebeu aperto de mão não mostrou mudança de comportamento.


O estudo foi publicado em Perceptual and Motor Skills.


Veja mais: Falta de sono atrapalha até caminhar