• Sandra Carvalho

As 10 cidades mais baratas para viver de trabalho remoto

Bangalore, na Índia, é a cidade mais econômica para quem prefere trabalhar à distância.


Bangalore
Bangalore, Índia: cidade mais acessível economicamente | Foto: cc0 Satyaprakash Kumawat/Unsplash

Em quais cidades do mundo o custo de vista é mais baixo para quem faz trabalho remoto? Segundo a consultoria alemã WorkMotion, de Berlim, nenhum lugar bate Bangalore, na Índia.


Em segundo lugar na lista da economia, fica Medellín, na Colômbia, e em terceiro, Istambul, na Turquia.


A encantadora Chiang Mai, na Tailândia, frequentemente no topo do ranking dos nômades digitais, fica apenas em quarto lugar na lista da #WorkMotion.


Bali, na Indonésia, bem conhecida pela vida noturna, fica na quinta posição.


Por custo de vida mais baixo entenda-se custos de alimentação, aluguel, energia e outros serviços públicos, que a WorkMotion reúne sob o critério City Affordability.


Duas cidades brasileiras entram no ranking das 10 cidades mais econômicas do mundo para trabalho remoto: Rio de Janeiro, no 6º lugar, e São Paulo, no 8º. Confira a lista:

Cidade

Score

1

​Bangalore

100

2

Medellín

97

3

Istambul

97

4

Chiang Mai

97

5

Bali

95

6

Rio deJaneiro

94

7

Bangkok

94

8

São Paulo

94

9

Kiev

93

10

Buenos Aires

92

WorkMotion Global Index

Os dados da WorkMotion permitem montar diferentes rankings de cidades para trabalho remoto, priorizando este ou aquele critério.


Seu principal ranking de cidades para trabalho remoto faz uma mistura equilibrada entre compliance de trabalho a distância, custo de vida, infraestrutura das cidades e qualidade de vida.


Nesse ranking principal, duas das cinco melhores cidades para trabalho remoto ficam na Austrália (Melbourne, a 1ª colocada, e Sydney, a 3ª). A Oceania ainda emplaca Wellington, na Nova Zelândia, entre no 4º lugar. Montreal, no Canadá, em 2º lugar, e Praga, na República Tcheca, em 5º, completam o quinteto.


Se o critério mais importante for felicidade, o ranking é outro. Quatro das cinco cidades mais bem posicionadas nesse quesito são europeias, a começar por Copenhague, na Dinamarca, Berna, na Suíça, Helsinki, na Finlândia, e Amsterdã, nos Países Baixos. De fora, só Wellington, na Nova Zelândia.


Veja mais: As 20 cidades mais vigiadas do mundo (16 são da China)