• Sandra Carvalho

As 10 regras de ouro para recuperar as florestas

Cientistas do Kew Gardens dão a receita para a reversão do desmatamento.


Floresta com trecho desmatado em Madagascar
Desflorestamento em Madagascar: dano pode ser minimizado | Foto: RBG Kew

As florestas abrigam 75% das plantas e dos animais do planeta, mas estão sendo destruídas por toda parte. Como compensar essa perda e reverter os danos do desmatamento?


Não basta sair por aí plantando árvores, é claro. A árvore errada no lugar errado pode atrapalhar mais do que ajudar as pessoas e a natureza.


Um exemplo clássico: acácias australianas levadas para a África do Sul para a estabilização de dunas se tornaram invasivas, dominaram ambientes naturais e prejudicaram o lençol freático do país. Tiveram que ser erradicadas ao custo de milhões de dólares.


Cientistas do Kew Gardens e da organização conservacionista BGCI, da Inglaterra, acham que têm a fórmula para garantir que o plantio de árvores siga uma trilha garantida e evite desastres como o sul-africano.


Eles elaboraram 10 regras de ouro para restauração das florestas, num estudo publicado no jornal científico Global Change Biology.


O objetivo: permitir que a restauração das áreas desmatadas seja efetiva, com absorção de carbono a longo prazo; interromper a perda da biodiversidade das florestas, e dar apoio à população local, garantindo que tenha meios de sobrevivência na área.


As regras:


1. Em primeiro lugar, proteja as florestas existentes

2. Coloque pessoas do lugar no centro dos projetos de plantio de árvores

3. Maximize a recuperação de biodiversidade

4. Selecione a área certa para o reflorestamento

5. Opte pela recuperação natural da floresta sempre que possível

6. Selecione as espécies de árvores certas para maximizar biodiversidade

7. Certifique-se de que as árvores são resilientes para se adaptar à mudança de clima

8. Planeje com antecedência

9. Aprenda fazendo

10. Garanta que haja geração e a distribuição da renda entre a população local


Um exemplo de bom projeto de recuperação de floresta citado pelos cientistas salvou da extinção a árvore nacional do Malawi, o cedro mulanje.


De madeira durável, resistente a cupins, o cedro estava ameaçado pela extração ilegal feita pelos madeireiros. A árvore cresce naturalmente apenas nas montanhas Mulanje, no sudeste do país.


O projeto de recuperação do cedro, bancado pelo governo do Reino Unido, envolveu a formação de 10 viveiros comunitários, a criação de mil empregos locais e o plantio de 500 mil mudas do cedro nas montanhas.


O cedro mulanje produz um óleo aromático, que agora será explorado de forma sustentável por empresas comunitárias que estão sendo organizadas atualmente.


Floresta tailandesa restaurada
Floresta restaurada na Tailândia | Foto: Stephen Elliott/Universidade de Chiang Mai

Veja mais: Os salgueiros florescem de novo em Yellowstone


#Árvores #KewGardens #Plantas #RestauraçãodeFlorestas