• Sandra Carvalho

As 15 metrópoles brasileiras da década

Florianópolis, Vitória e Brasília acabam de entrar nessa lista.


São Paulo: no topo da hierarquia urbana | Foto: cc0 Sergio Souza/Unsplash

A cada dez anos, o IBGE faz a lista das metrópoles brasileiras. A relação publicada esta semana tem 15 nomes. A metrópole mais poderosa é São Paulo, com um PIB de 2 trilhões de reais, 33,3% da renda total do país.


O que é exatamente uma metrópole para o IBGE? É mais que uma região metropolitana, com um grande centro e os municípios mais próximos. Captura toda a rede de influência econômica de uma grande cidade, e pode atravessar estados.


É assim que a metrópole São Paulo e sua área de influência têm uma população de 49 milhões de pessoas, mais que o próprio estado, 23,6% do total do Brasil. Engolfa o norte do Paraná, sul de Minas Gerais, disputa oTriângulo mineiro e inclui o Mato Grosso do Sul.


Em segundo lugar na lista do IBGE há um empate, de Brasília e Rio de Janeiro.


Brasília é de longe a metrópole mais extensa, com 1,8 milhão de km2, 20% do território brasileiro, e tem um PIB de 457 bilhões de reais, o terceiro maior do país.


O Rio de Janeiro, uma metrópole especialmente densa, com 17 milhões de pessoas espremidas em 49 mil km2, chega com o segundo maior PIB do Brasil, 642 bilhões de reais.


A classificação do IBGE faz parte da pesquisa Regiões de Influência das Cidades, Regic, que usa dados de 2018.


Nessa edição, Campinas, Florianópolis e Vitória entraram primeira vez na lista das metrópoles brasileiras.


Campinas: metrópole sem ser capital Foto: cc Carlos Bassan/Prefeitura de Campinas

Campinas é a única metrópole que não é capital de estado. O IBGE atribui sua entrada na lista ao dinamismo dos negócios na cidade e sua área de influência, com um PIB de 215 bilhões de reais no menor território entre todos os das metrópoles.


Florianópolis também entrou ancorada na força da economia na própria cidade e de sua rede, que inclui Chapecó, Criciúma, Joinville, Itajaí e Camboriú. Juntas, essas cidades produzem um PIB de 259 bilhões de reais.


A metrópole Vitória, com sua região de influência de 85 cidades, vai além do Espírito Santo e alcança parte da Bahia. O PIB ainda é modesto: 117 bilhões de reais.


Confira os números do levantamento nessa tabela do IBGE:


Tabela: Agência IBGE

Veja mais: As capitais digitais do mundo (estamos dentro)


#Brasília #Campinas #CidadesBrasileiras #Economia #Florianópolis #IBGE #Listas #PIB #RiodeJaneiro #SãoPaulo #Vitória