• Sandra Carvalho

As cidades mais amigáveis para quem passou dos 60

Veja os lugares onde os idosos podem viver melhor no Brasil em 2020.


Santos: queridinha dos aposentados, é bem adequada para sessentões e setentões | Foto: cc0 Luiz Fellipe/Unsplash

Entre as mil cidades com mais habitantes do Brasil, quais são mais indicadas para quem já cruzou a barreira dos 60 anos? São nada menos do que 30 milhões de pessoas no país.


Há um índice que responde a essa pergunta, o IDL, do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, que acaba de lançar seu ranking de 2020 com os lugares onde os idosos podem viver melhor.


Não espere encontrar muitas megalópoles nessa lista. Para sessentões e setentões, as cidades pequenas e médias acabam oferecendo mais vantagens.


O IDL - Índice de Desenvolvimento para Longevidade - traz dois rankings, um de 300 cidades maiores, com mais de 100 mil habitantes, e outro 700 cidades menores, abaixo de 100 mil.


No ranking de cidades maiores, São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, com 160 mil habitantes, é a mais amigável de todas aos idosos. É seguida de Santos, a queridinha dos aposentados, no litoral paulista, e pela gaúcha Porto Alegre.


Mesmo no ranking das cidades maiores, entre as 15 primeiras posições, há apenas seis cidades com mais de 1 milhão de habitantes amigáveis aos idosos. Além de Porto Alegre, com seu 1,5 milhão, apenas São Paulo (12,2 milhões), Rio de Janeiro (6,5 milhões), Campinas (1,2 milhão), Curitiba (1,9 milhão) e Belo Horizonte (2,5 milhões).



O IDL trabalha com sete critérios, que levam em consideração os indicadores gerais da cidade mais os de saúde, bem-estar, finanças, habitação, educação, trabalho, cultura e engajamento, sempre do ponto de vista de quem já passou dos 60.


O ranking das cidades menores é muito marcado pelo interior de São Paulo em suas 15 primeiras posições. As 9 primeiras cidades mais favoráveis aos idosos são paulistas, lideradas por Adamantina, Vinhedo e Lins.


No total, o estado de São Paulo fica com 11 cidades, o Rio Grande do Sul com três (Esteio, Ijuí e Garibaldi) e Minas Gerais com uma (São Lourenço).



Veja mais: As 15 cidades brasileiras mais conectadas


#PortoAlegre #Campinas #BeloHorizonte