• Sandra Carvalho

As cidades mais amigáveis a bicicletas do mundo, a começar por Copenhague

Nessas cidades os ciclistas podem andar mais rápido e muito mais seguros.

Copenhague: rotas protegidas para ciclistas   | Foto: Mikael Colville Andersen/Copenhagenize Design Company

A melhor cidade do mundo para ciclistas é Copenhague, onde 62% das pessoas usam bicicleta diariamente para trabalhar ou ir à escola.


Pelo menos é a melhor de acordo com o ranking de cidades mais amigáveis a bicicletas em 2017, feito pela consultoria Copenhagenize Design Company, especializada em urbanismo para bikes.


A cidade tem o que mostrar. Boa infra para as bicicletas, em primeiro lugar, que custou 134 milhões de euros ao longo de 10 anos. São 390 quilômetros de rotas de bicicletas protegidas.


Em Copenhague há onda verde para ciclistas, painéis eletrônicos nas rotas de bicicletas avisando de congestionamentos e até superestrada exclusiva de bike. No momento a cidade está construindo 16 pontes especiais para bicicletas e pedestres.


Veja o ranking das 20 cidades mais amigáveis a bicicleta, com base em 14 diferentes critérios.

Eles vão da existência de uma cultura de bicicleta a programas de compartilhamento de bikes, passando por infra, percepção de segurança e planejamento urbano.


1. Copenhague, Dinamarca

Foto: Copenhagenize Design Company

As ciclovias ocupam 7% do espaço de transporte em Copenhague, mas levam 62% das pessoas. Os carros são usados diariamente apenas por 9% dos moradores da cidade, embora 25% tenham carro.


2. Utrecht, Holanda

Foto: cc0 RobinBenzrihem/Unsplash

A cidade já tem estacionamento para 12.000 bikes, mas vai construir outros 33.000 nos próximos três anos. Um sistema chamado Flo detecta a velocidade das bicicletas e dá dicas para acelerar ou diminuir a velocidade para pegar o próximo sinal aberto.


3. Amsterdã, Holanda

Foto: Copenhagenize Design Company

A cidade tem aproximadamente 400 quilômetros de ciclovias e enormes congestionamentos de bicicletas na hora do rush. Nos últimos anos, as bikes enfrentam a concorrência dos scooters.


4. Estrasburgo, França

Foto: Copenhagenize Design Company

Em Estrasburgo, a Prefeitura encoraja o uso de bicicletas de carga com subsidíos na hora da compra das bikes. E já planeja super-estradas de bicicletas para os subúrbios e cidades vizinhas.


5. Malmö, Suécia

Foto: Copenhagenize Design Company

Vai ficar fácil ir de Malmö, na Suécia, para Copenhague, na Dinamarca, sem largar a bicicleta: um ferry especial para bikes começa a circular pelos 118 quilômetros do estreito de Oresund no próximo verão europeu.


6. Bordeaux, França

Foto: Copenhagenize Design Company

Mais mulheres do que homens circulam de bicicleta pela cidade, o que é raro na França. Bordeaux reservou 75 milhões de euros para fazer das bicicletas um meio de transporte importante na cidade.


7. Antuérpia, Bélgica

Foto: Copenhagenize Design Company

O sistema de bicicletas compartilhadas atende bem ao centro da cidade e está para se expandir em direção aos subúrbios como opção de transporte. Antuérpia está construindo três pontes só para bicicletas e pedestres. | Crédito: Copenhagenize Design Company


8. Liubliana, Eslovênia

Foto: Copenhagenize Design Company

A cidade expulsou os carros do centro há vários anos e abriu um espaço de 100 mil metros quadrados para pedestres e ciclistas. O marketing da cidade valoriza suas iniciativas verdes.


9. Tóquio, Japão

Foto: Copenhagenize Design Company

Um em cada cinco moradores da área metropolitana de Tóquio vai de bicicleta até uma estação de trem ou de metrô. Em muitos bairros, o uso de bicicletas compartilhadas bate em 30%.


10. Berlim, Alemanha

Foto: Copenhagenize Design Company

A cidade está testando ruas sem tráfego de carros e ondas verdes para as ciclovias. Atualmente 13% dos moradores usam bicicletas compartilhadas.


11. Barcelona, Catalunha

Foto: Copenhagenize Design Company

No momento, Barcelona constrói 62,5 quilômetros de ciclovias, ao custo de 20 milhões de euros. A prefeita atual, Ada Colau, dá prioridade às bikes. Mas, como muita coisa em Barcelona, algumas iniciativas nessa área dão uma discussão danada


12. Viena, Áustria

Foto: Copenhagenize Design Company

Em Viena há 1.300 quilômetros de ciclovias, uma boa parte apenas recreacional, não opção de transporte. A cidade tem dado subsídios a seus moradores que desejem comprar uma bicicleta.


13. Paris, França

Foto: Copenhagenize Design Company

Por algum motivo Paris se impôs a meta de ser a melhor cidade do mundo para bicicletas até 2020. No 13º lugar em 2017, isso pode parecer pouco provável. Mas a Prefeitura está se mexendo, ouvindo os interessados no assunto.


14. Sevilha, Espanha

Foto: Copenhagenize Design Company

A primeira geração de obras de infraestrutura para receber bicicletas nas ruas de Sevilha permitiu que a cidade chegasse a 7% de uso de bikes compartilhadas. Sevilha deu uma parada e agora sinaliza que vai retomar a iniciativa para expandir as bicicletas.


15. Munique, Alemanha

Foto: Copenhagenize Design Company

Bem sinalizada para os ciclistas, Berlim planeja 14 super-estradas para estimular pessoas de fora a virem para a cidade usando suas bicicletas.


16. Nantes, França

Foto: Copenhagenize Design Company

A cidade tem um plano de 50 milhões de euros para apoiar as bicicletas com infraestrutura dura. As bikes de carga têm aumentado, tanto usadas por famílias quanto pela logística dos negócios.


17. Hamburgo, Alemanha

Foto: Copenhagenize Design Company

Hamburgo tem o sistema de compartilhamento de bicicletas mais bem-sucedido da Alemanha. Os moradores da cidade entendem como se locomover de bicicleta, mas para os visitantes não é tão fácil.


18. Helsinque, Finlândia

Foto: Copenhagenize Design Company

Em Helsinque, há registro de milhares de pessoas nos principais corredores de tráfego da cidade desde os anos 30. Com clima muito frio, a cidade luta para manter a infra das bikes livre da neve.


19. Oslo, Noruega

Foto: Copenhagenize Design Company

Oslo vai fechar o centro para carros particulares dentro de dois anos, já está suprimindo garagens e implementando a infra para bicicletas. A Prefeitura subsidia a compra de bicicletas de carga.


20. Montreal, Canadá

Foto: Copenhagenize Design Company

Montreal evoluiu na coleta de dados do tráfego de bicicletas e usa as informações para construir uma nova infraestrutura. O bairro Plateau está muito à frente de toda a cidade.