• Sandra Carvalho

Barulho de navios deixa caranguejos estressados

Os ruídos incomodam tanto que eles nem conseguem se esconder direito de perigos do mar.


Caranguejo Carcinus maenas: afetado pela poluição | Foto: Lars Behnke/Wikimedia Commons

Os caranquejos da espécie Carcinus maenas normalmente conseguem mudar a cor de sua pele, simulando as cores do seu meio ambiente, para passar despercebidos e assim escapar de seus predadores naturais.


Mas quando ficam estressados pelo barulho de navios por muito tempo, esse poder de trocar de cor para se camuflar fica enfraquecido, e eles ficam mais expostos aos perigos do mar.


Essa é a conclusão de um estudo de pesquisadores da Universidade de Exeter, da Inglaterra, publicado no jornal Current Biology.


Eles fizeram uma experiência com os caranquejos em dois tanques. Num deles, simularam ruídos típicos de navios de cruzeiros, navios de carga e navios-petroleiros. Em outro, simularam sons naturais dos oceanos.


Depois de oito semanas, os caranguejos expostos ao barulho dos navios tinham clareado sua cor para se aproximar da cor dos tanques, mas apenas a metade do que tinham clareado os caranguejos dos tanques com som natural.


Veja mais: Caranguejo do Oregon fica muito louco com Prozac


"O stress consome energia e perturba o equilíbrio hormonal dos caranguejos, observou Emily Carter, uma das autoras do estudo. "O barulho dos navios drena a energia dos caranguejos necessária para trocar de cor adequadamente ou perturba o equilíbrio hormonal requerido para fazer essa mudança."


Os pesquisadores também simularam um ataque de ave na costa. Os caranguejos estressados pelos ruídos dos navios não correram para se esconder como fariam normalmente. Metade nem correu, e a outra metade se escondeu mais devagar do que faria em condições normais.


#AnimaisMarinhos #PoluiçãoSonora #Stress #UniversidadedeExeter