• Sandra Carvalho

Bebês novinhos riem como chimpanzés (ou gorilas)

Eles soam como os grandes primatas, mas logo pegam a risada humana.


Bebê rindo
Bebê: a risada dos 3 meses de idade é diferente aos 18 meses | Foto: cc0 Aleksandr Balandin/Pexels

Nos primeiros meses de vida, os bebês riem expirando e inspirando, de um jeito muito similar aos grandes primatas adultos - chimpanzés, gorilas, bonobos, orangotangos.


Mas logo os bebês aprendem a risada tipicamente humana. Com 18 meses de idade, já riem como as crianças mais velhas e os adultos. Como? Produzindo os sons do "ha ha ha" apenas na expiração.


A tese está sendo reapresentada por cientistas da Universidade de Leiden (#LEI), dos Países Baixos. Eles introduziram sua hipótese pela primeira vez em 2018, junto com um especialista em fonética da universidade College London (#UCL).


Desta vez, a tese vem reforçada com a suposição de que, entre humanos, a risada produzida expirando é mais contagiosa e vista como mais agradável. O estudo foi publicado no jornal Biology Letters.


Aproximadamente 115 pessoas, entre as quais 15 especialistas em som, ouviram fragmentos de risadas de bebês entre 3 e 18 meses. Todos perceberam as diferenças entre as risadas dos bebês novinhos e os mais velhos.


Qual a razão da mudança da risada dos bebês? "Ainda não sabemos", confessa Mariska Kret, professora de Psicologia Cognitiva da Universidade de Leiden, uma das autoras do estudo. "Provavelmente é uma combinação de anatomia, controle crescente sobre os músculos e aprendizado social."


Veja mais: Adolescentes imunes ao poder das risadas? Mau sinal