• Sandra Carvalho

Ameaçados, bilbies ganham nova vida na Austrália

Eles tinham desaparecido há mais de cem anos de Nova Gales do Sul.


Bilby: restam apenas 9.000 | Foto: Rick Stevens/UNSW

A Austrália tem o pior histórico do mundo em extinção de mamíferos. Mas tem feito um esforço para recuperar os estragos do passado. Os bilbies-grandes, marsupais noturnos encantadores, são um dos favorecidos.


Desde que os europeus chegaram à Austrália, a população de bilbies-grandes ( Macrotis lagotis) encolheu 80%. Hoje não passam de 9.000. A minoria que sobrou vive em áreas centrais ou no oeste da Austrália. Eles foram declarados extintos na Nova Gales do Sul.


Bem, extintos eles não estão mais. Programas para recuperar ecossistemas naturais e seus animais deram nova vida aos bilbies. Eles já estão movimentando o rabinho branco e preto e as grandes orelhas por lá. Funcionam como engenheiros da natureza.


"Esses animais criam um ampla gama de habitats ao cavar a terra atrás de insetos, sementes e raízes de plantas, e ajudam a água e o carbono a se infiltrarem no solo", observou o professor Richard Kingsford, da Universidade da Nova Gales do Sul (UNSW), que dirige o programa Desertos Selvagens. "Ajudam a restaurar os ecossistemas do deserto."


Em Nova Gales do Sul foram criadas três áreas sem predadores para que bilbies de outras regiões retornassem e formassem de novo colônias por ali, sem serem ameaçados por nada.


"Nessas áreas sem predadores, estamos voltando no tempo e restaurando o bush australiano ao que deveria ser - vivo com pequenos mamíferos como o bilby", comentou Atticus Fleming, dos Parques Nacionais da Austrália.


Bilby preparado para soltura em Sturt | Foto: Rick Stevens/UNSW

Os gatos selvagens, que são um perigo para os animais nativos da Austrália, foram totalmente banidos dessas áreas. Segundo dados do governo australiano, eles matam 1,4 bilhão de animais nativos todo ano.


Os primeiros bilbies reintroduzidos em 2018 e 2019 no parque Mallee Cliffs e na área de conservação de Piliga já se reproduziram. Uma terceira leva de bilbies acaba de ser levada ao parque Sturt.


Em Sturt, a área liberada para os bilbies foi erradicada não só de gatos selvagens, mas também de raposas e até coelhos. 2.000 hectares foram fechados de forma que esses animais não consigam voltar para lá.


Segundo as estimativas do Ministério da Energia e Meio Ambiente, o plano é de aumentar 17% da população australiana de bilbies com o programa de Sturt.


Bilby examinado e marcado antes da liberação em Sturt | Foto: Rick Stevens/UNSW

Veja mais: A graça dos animais na natureza nas melhores fotos de 2020


#UNSW