• Sandra Carvalho

Biodiversidade: quem sobrevive ao homem?

Se o descaso com a natureza continuar, 1 milhão de espécies pode desaparecer.


Plantação de chá emTanah Rata, na Malásia: a agricultura come a floresta | Foto: cc0 Farham Azam/Unsplash

A Terra abriga hoje cerca de 8 milhões de espécies de plantas e animais, segundo estimativas de cientistas da ONU.


É tanta biodiversidade, tanta variação entre os organismos vivos, que a maioria das espécies ainda nem foi catalogada. E uma parte talvez nem seja. Pode desaparecer nas próximas décadas.


Um relatório do IPBES, que coordena estudos de biodiversidade e ecossistemas para a ONU, alertou em maio de 2019 que a natureza está passando por um declínio sem precedentes devido às atividades humanas - do desmatamento das novas fronteiras agrícolas à caça ilegal, passando pela poluição e pelas mudanças do clima.


"Estamos erodindo os fundamentos das nossas economias, meios de subsistência, segurança alimentar, saúde e qualidade de vida em todo o mundo", disse Robert Watson, um dos cientistas do IPBES.


O termo biodiversidade foi criado em 1985, somando as palavras "diversidade" + "biológica", para abranger desde os genes até os ecossistemas mais complexos, como as florestas tropicais, os desertos, as savanas e o mundo dos oceanos.


#Agricultura #Biodiversidade #Desmatamento #Natureza #ONU #Plantas #Terra #VidaSelvagem