• Sandra Carvalho

Bolhas de metano se multiplicam em lagos, rios e pântanos

As bolhas se nutrem de fertilizantes e liberam gases de efeito estufa na atmosfera.


Bolhas de metano: ciclo vicioso | Foto: Kimon Berlin/Wikimedia Commons

As bolhas de metano são um efeito ou uma causa da mudança de clima e das temperaturas mais altas? Os dois. O metano, um gás de efeito estufa potente, alimenta um ciclo vicioso sem fim.


É que apontam biólogos da Universidade Radboud (RU), de Nijmegen, na Holanda. Eles estudaram lagos rasos, lagoas, rios e pântanos, que emitem muitos gases de efeito estufa.


Uma boa parte dessas emissões, concluíram, é causada justamente pelas bolhas de metano. O estudo foi publicado ontem no jornal Nature Communications.


As bolhas se desenvolvem a partir dos sedimentos que ficam embaixo na água, e que se nutrem bastante de fertilizantes. Quando as bolhas atingem a superfície da água, os gases entram na atmosfera. Veja um exemplo de bolhas no Pantanal no YouTube.


Os biólogos estimam que um aumento de 1 grau Celsius leva a um crescimento entre 6% e 20% das bolhas de metano, que por sua vez liberam mais gases de efeito estufa na atmosfera e levam a um aumento de temperatura.


#Lagos #Metano #MudançadeClima #Pântanos #Rios #Temperatura #RU