• Sandra Carvalho

Brasil, 1º no ranking de mortes de ambientalistas da Global Witness

Conflitos de terra acabaram com a vida de 49 pessoas no país em 2016.

Mortes: conflitos de terras e meio ambiente custam vidas   |  Foto: cc0 Mathew Macquarrie/Unsplash

Quase trinta anos depois da morte de Chico Mendes, os assassinatos continuam se repetindo nos conflitos de terra e de meio ambiente no país.


Com 49 assassinatos de ambientalistas e ativistas em conflitos de terra ao longo de 2016, o Brasil ficou em primeiro lugar nesse ranking, feito pela ONG Global Witness, de Londres.


No mundo todo, o número de mortes de ambientalistas e ativistas em conflitos de terra chegou a 200.


É o quinto ano consecutivo em que o Brasil ocupa a posição número 1 nessa lista.

Boa parte do conflitos brasileiros acontece com a expansão da fronteira agrícola e da construção de hidrelétricas, que acaba minando o modo de vida dos moradores locais e/ou expulsando a população local.


Veja o ranking:



#Brasil #Assassinatos #Rankings #Violência