• Sandra Carvalho

Brasil, um dos 10 piores do mundo em Matemática

Os testes do PISA são uma humilhação interminável do ensino brasileiro.


Aula no Colégio Estadual Rio Branco, em Curitiba | Foto: cc Edeson Alves/ANPr

Não é que o Brasil seja um dos 10 piores países em Matemática entre todos do mundo inteiro. É um dos 10 piores do PISA, o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes da OCDE.


De três em três anos, o PISA testa centenas de milhares de estudantes de 15 anos em leitura, Matemática e Ciência. Seus resultados são uma panorâmica do estado da educação no mundo.


Em 2018, O PISA submeteu a seus testes 600 mil estudantes de 15 anos de 79 países e economias. Mais de 10 mil alunos brasileiros participaram. No fim, o Brasil ficou numa situação desconfortável. Se não piorou, também não melhorou. Patina numa posição ruim.


O calcanhar de Aquiles da educação brasileira nos testes do PISA é a Matemática. O Brasil ficou em 2018 com um score de apenas 384 , enquanto a região chinesa de Pequim/Xangai/Jiangsu /Zhejiang, a primeira colocada, conseguiu 591.


Ficaram atrás do Brasil em Matemática apenas 9 países, entre os quais a República Dominicana, o Marrocos e Kosovo. Ah! E a Argentina, para quem gosta de rivalidades regionais.


Se é fraco em Matemática, o Brasil também não se destaca em leitura e Ciência. Veja:


1. 43% dos estudantes brasileiros ficaram abaixo do nível mínimo de proficiência do PISA em leitura, Matemática e Ciência. A média da OCDE, para comparação, é de apenas 16%.


2. Somente 2% dos estudantes atingiram o nível máximo de proficiência em pelo menos um dos três campos testados. A média da OCDE é de 16%.


3. Desde 2009, os estudantes brasileiros não dão um salto de qualidade em quaisquer das três áreas do PISA.


Em termos relativos, os estudantes brasileiros são um pouco melhores em leitura. 50% atingem o nível mínimo de proficiência do PISA.


Em Ciência, esse percentual já cai para menos da metade (45%) . E em Matemática vamos para o fundo do poço: apenas 32% dos estudantes chegam ao nível mínimo de proficiência. Dois terços tropeçam na matéria.


#Brasil #Educação #Matemática #OCDE #PISA