• Sandra Carvalho

Café filtrado é melhor para o coração

O veredito veio de cientistas escandinavos, da Noruega e Suécia.



Nem Nespresso, nem Bialetti. A maneira mais saudável de fazer um café é usar um filtro, para barrar as substâncias que aumentam o colesterol no sangue.


Essa é a conclusão de um estudo do Instituto de Saúde Pública da Noruega (NIPH) e da Universidade de Gotemburgo, na Suécia, publicado no European Journal of Preventive Cardiology.


Segundo o estudo, beber café filtrado é melhor para a saúde e a longevidade do que não beber café: o risco de morte por qualquer causa cai 15% .


Em doenças cardiovasculares, o risco de morte para homens que bebem café filtrado cai 12% em relação aos que não bebem café. Para as mulheres, a queda é de 20%. A taxa de mortalidade mais baixa se dá entre pessoas que bebem de 1 a 4 xícaras de café filtrado por dia.


O problema com o café não filtrado, de acordo com o estudo, é que ele tem 30 vezes mais substâncias que elevam os lipídios, contribuindo para um colesterol total mais alto e para mais LDL, o colesterol ruim. Assim, poderia se associar a doenças cardíacas.


O estudo examinou dados de meio milhão de noruegueses entre 20 e 79 anos de 1985 a 2003. Beber café não se mostrou um hábito ruim para ninguém.


As análises constataram que o risco de morte de quem bebe café não filtrado é igual ao de abstêmios de café. Única exceção: homens de 60 anos ou mais, que registraram mais problemas cardíacos e mortalidade mais alta.


#Café #DoençasdoCoração #NIPH #UniversidadedeGotemburgo