• Sandra Carvalho

Coreia inventa teste de 7 minutos em cabine para coronavírus

Depois dos testes em drive-through, surge outra solução surpreendente.


Tenda com a cabine de testes: criatividade | Imagem: reprodução VOA/YouTube

O Hospital Yangji H+, de Seul, inventou uma nova maneira rápida e segura de fazer testes do novo coronavírus: em cabines individuais onde os médicos falam com os pacientes por telefone e nem os técnicos de laboratório que coletam o material entram.


A coleta de material do nariz e da garganta é feita através de duas pequenas aberturas onde os técnicos colocam a mão e parte do braço cobertos por longas luvas de borracha. Todo o processo dura aproximadamente 7 minutos.


Quatro cabines ficam dentro de uma tenda ao lado da entrada do hospital. Depois do material coletado, a cabine é desinfetada. Elas contam com pressurização negativa de ar, para impedir que ar contaminado escape.

Como se sabe, a Coreia do Sul é a campeã mundial de testes do novo coronavírus: tinha feito 316 mil testes até o dia 20 de março, mais do qualquer outro país. A Alemanha, segunda colocada nesse ranking, tinha feito 167 mil testes até o dia 15.


A Coreia levou os testes muito a sério desde o início da pandemia, isolando os doentes, os casos suspeitos e os contatos próximos e atacando implacavelmente cada novo cluster importante da infecção.


Hoje, com perto de 9 mil casos da pandemia e 104 mortes, está fora do grupo dos sete países mais atingidos.


Veja o esquema da cabine de testes em imagens reproduzidas de vídeo da VOA no YouTube. Outro vídeo, da AFP, mostra detalhes do funcionamento da cabine.


#CoreiadoSul #Coronavírus #Epidemias #Laboratórios #Medicina #Rankings #Seul