• Sandra Carvalho

Coronavírus: apenas 6% dos casos são detectados, diz estudo alemão

A estimativa é de cientistas da Universidade Göttingen.


Micrografia eletrônica colorizada de célula com SARS-CoV-2 | Imagem: NIAID/Flickr

Dois economistas da Universidade de Göttingen, na Alemanha, jogaram um balde de água fria sobre os dados oficiais de propagação da pandemia do novo coronavírus no mundo inteiro. Apenas 6% das infecções são detectadas globalmente, segundo eles.


Se os dois cientistas estiverem certos, o número de pessoas com Covid-19 já pode ter chegado a dezenas de milhões, e não a "somente" 1,3 milhão, como indicam os últimos dados de casos confirmados da Universidade Johns Hopkins.


Para fazer suas estimativas, os professores Christian Bommer e Sebastian Wollmer levaram em conta as informações sobre taxa de mortalidade da Covid-19 e o tempo médio até a morte de um estudo recente publicado no jornal The Lancet.


De acordo com os dois, a taxa de detecção da doença varia bastante entre os países. Chega a 49,5% na Coreia do Sul, mas cai a 15,6% na Alemanha, descendo a 1,2% no Reino Unido e a 0,95% no Brasil. Confira no gráfico.



Veja mais: Hong Kong distribui supermáscaras para todo mundo


#Brasil #CoreiadoSul #Coronavírus #Epidemias #UniversidadedeGöttingen