• Sandra Carvalho

Coronavírus: na UTI há 10 vezes mais paradas cardíacas

Pelo menos é o que indica um novo estudo da Universidade da Pensilvânia.


Cena de hospital chileno com doente de coronavírus | Foto: cc Alejandra de Lucca V. /Ministério da Saúde do Chile

Doentes com Covid-19 que entram em UTI correm dez vezes mais risco de sofrer paradas cardíacas e vários problemas do coração que os os outros pacientes hospitalizados com a infecção.


É o que afirmam pesquisadores da Faculdade de Medicina Perelman, da Universidade da Pensilvânia (Penn), que estudaram a evolução de 700 pessoas hospitalizadas com o novo coronavírus no hospital da Penn.


Eles examinaram os casos de paradas cardíacas, batimentos cardíacos irregulares e batimentos lentos ou rápidos demais (taquicardia ventricular não sustentada) entre o início de março e meados de maio.


Registraram 53 eventos de arritmia, e nove paradas cardíacas. Todas as paradas aconteceram com pacientes de UTI (11% do total de pessoas hospitalizadas com Covid-19).


Estudos anteriores fizeram uma associação entre o novo coronavírus e uma alta incidência de arritmias cardíacas em todos os doentes internados em hospitais. O estudo da Penn mostra essa associação mais restrita às pessoas com a Covid-19 em estado grave.


Para eles, as paradas cardíacas e outras arritmias são desencadeadas por uma forma severa e sistêmica da doença, não apenas pela simples presença do SARS-CoV-2. O estudo foi publicado no Heart Rhythm Journal.


Veja mais: Peixe pode transmitir coronavírus?


#Coronavírus #Covid19 #DoençasdoCoração #Epidemias #Penn