• Sandra Carvalho

Crianças: ultraprocessados hoje, pneuzinhos amanhã

Pesquisa mostra como mau hábito alimentar infantil molda corpo e saúde dos adultos.



Devorar biscoitos, sorvetes, nuggets, pizza congelada, refrigerantes e salgadinhos em geral na infância custa caro na vida adulta.


Cientistas da USP e do Imperial College London garantem: crianças que comem mais alimentos ultraprocessados vão se tornar adultos mais pesados, com mais pneus na cintura e com piores índices de gordura corporal.


Eles acompanharam a dieta de 9 mil crianças britânicas ao longo de 17 anos, dos 7 aos 24 anos de idade. Quando chegavam aos 24 anos, os participantes da pesquisa eram avaliados, levando em conta o quanto consumiam de alimentos ultraprocessados.


Resultado: os que mais consumiam alimentos ultraprocessados tinham em média 4 quilos a mais e 3 centímetros adicionais de circunferência na cintura, numa comparação com os que consumiam menos alimentos ultraprocessados.


O estudo foi publicado na jornal JAMA Pediatrics. O professor Eszter Vamos, do Imperial College, um dos autores, enumerou os efeitos desses hábitos no corpo humano.


"Sabemos que o consumo excessivo de alimentos ultraprocessados se liga a vários problemas de saúde, entre os quais a obesidade, pressão alta, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2 e câncer mais tarde na vida".


Os alimentos foram enquadrados em cinco diferentes categorias, de acordo com a classificação NOVA, a adotada pelo Guia Alimentar da População Brasileira. Veja um exemplo dessa categorização:


Infográfico de alimentos
Três das cinco categorias de alimentos da classificação NOVA | Infográfico: Jornal da USP

“Hoje, está claro que o consumo de ultraprocessados é o principal fator de piora da qualidade da alimentação, mas até então não havia um estudo como esse, que permite avaliar a relação entre padrões alimentares baseados nesses produtos e obesidade desde a infância”, afirmou Daniela Neri, da Faculdade de Saúde Pública da USP, uma das autoras do estudo, ao Jornal da USP.


Veja mais: Comida ultraprocessada: conveniência duvidosa


#ImperialCollege #JunkFood