• Sandra Carvalho

Destino na periferia de SP: morrer mais cedo

Desigualdade na morte: no Jardim Paulista, vive-se até 80 anos. Em Anhanguera, até 58.


Ibirapuera
Capão Redondo, São Paulo: aqui se morre com 62,5 anos | Foto: cc Djalma Vassão/Fotos Públicas

A idade média dos habitantes da cidade de São Paulo ao morrer é de 68,2 anos, tal como medida pela Secretaria Municipal da Saúde. Mas esse número varia tremendamente, dependendo de onde se mora.


Em bairros prósperos como Alto de Pinheiros, Jardim Paulo e Itaim Bibi, a idade média ao morrer fica entre 80 e 81 anos. Em bairros pobres como Cidade Tiradentes e Anhanguera, a média cai para a faixa dos 58 anos. A desigualdade se manifesta em toda a cidade.


Esses números são do Mapa da Desigualdade 2021, da organização Rede Nossa São Paulo (#RNSP), que usa os dados oficiais da cidade para fazer suas estimativas.


A média da idade ao morrer é referente às mortes reais acontecidas na cidade em 2020, registradas pela Secretaria da Saúde, e não a expectativa de vida. Confira como os números mudam conforme o bairro:

Tabela de idade de morte em SP
Tabela: Mapa da Desigualdade 2021/Rede Nossa São Paulo

Veja mais: Calçadas de SP: 65 milhões de m2 de desigualdade