• Sandra Carvalho

Dois geoparques brasileiros têm sinal verde da Unesco

Seridó, no Nordeste, e Caminhos dos Cânions do Sul foram reconhecidos pela ONU.


Seridó
Seridó: testemunha de 600 milhões de anos de história da Terra. | Foto: Getson Luís / Seridó UNESCO Global Geopark

A Unesco tem uma lista dos geoparques mais interessantes do mundo, atualizada anualmente. São lugares de diversidade geológica excepcional, com culturas originais e história para contar.


Dois geoparques brasileiros entraram nessa lista este ano: Seridó, no semiárido do Rio Grande do Norte, e Caminhos dos Cânions do Sul, que se espalha pelos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.


Agora Seridó e Caminhos dos Cânions do Sul fazem parte de uma lista total de 177 geoparques distribuídos por 46 países que formam a a Rede de Geoparques Globais da #Unesco, a nata dos geoparques do globo.


Seridó fica numa área de 2.800 quilômetros quadrados, com mais de 120 mil habitantes, entre os quais quilombolas que preservam a cultura herdada de seus ancestrais escravizados.


Considera-se que o geoparque expressa 600 milhões de anos da história da Terra. É rico em minério de scheelita e basalto, de erupções de vulcões do passado, da época dos dinossauros em diante.


Além disso, Seridó também apresenta uma biodiversidade singular, com a Caatinga, um bioma exclusivo do Brasil.


Caminhos dos Cânions do Sul
Caminhos dos Cânions do Sul: vestígios de tocas da megafauna, como a preguiça gigante | Foto: Gabriel Zaparolli

O geoparque Caminhos dos Cânions do Sul é basicamente do mesmo tamanho de Seridó, com 2.800 quilômetros quadrados, onde vivem cerca de 74 mil pessoas.


Hoje em dia se pode ver no lugar vestígios das tocas da megafauna que viveu ali no passado, como a preguiça gigante.


Os cânions do geoparque são impressionantes, formados durante a fragmentação de Gondwana, o supercontinente que há aproximadamente 180 milhões de anos unia a América do Sul, Antártica, África, Índia e Oceania.


Em biodiversidade, o geoparque também tem o que mostrar: a exuberância de trechos da Mata Atlântica. ✔︎


Veja mais: Brasil pode ter 36 geoparques de beleza surpreendente