• Sandra Carvalho

Dormiu mal? Não mergulhe de cara numa xícara de café

Café, nessas circunstâncias, em jejum, pode atrapalhar o metabolismo.


Cafezinho em jejum, depois de uma noite mal dormida, não é boa ideia | Foto: cc0 Mike Keneally/Unsplash

Uma xícara de café fumegante pode parecer a solução ideal para levantar da cama depois de uma má noite de sono. Só parece. Um café forte nessa hora, em jejum, pode atrapalhar o metabolismo, melando o controle dos níveis de açúcar no sangue.


Veja bem: não estamos falando de metabolismo prejudicado por açúcar colocado no café, mas pelo próprio café. A bebida tem um impacto negativo no controle da glicose depois de uma noite mal dormida.


Esse efeito do café foi apontado por cientistas da universidade inglesa de Bath. Seu estudo foi publicado no British Journal of Nutrition.


O problema acontece, segundo os pesquisadores, porque a cafeína limita a ação de sensores que ajudam a retirar glicose do sangue, principalmente depois de um sono ruim.


Como se sabe, controlar os níveis de açúcar no sangue é uma maneira de passar ao largo de problemas de saúde como diabetes.


Solução


Não se trata de abandonar totalmente o café depois de dormir pouco. Quem precisa de um café de manhã para acender as energias pode tomar uma providência simples: fazer um bom desjejum antes de virar sua xícara de café.


"Colocando de uma maneira simples, nosso controle de açúcar no sangue é comprometido quando a primeira coisa que nosso corpo entra em contato é o café depois de uma noite mal dormida", explica James Betts, da Universidade de Bath, um dos autores do estudo.


"Podemos melhorar isso comendo antes e bebendo café mais tarde, se acharmos que ainda precisamos dele", continua. "Saber disso pode trazer benefícios para a saúde de todos nós."


Os pesquisadores analisaram o açúcar no sangue de pessoas que passaram uma noite interrompida de hora de hora.


Quem tomou seu breakfast normalmente, inclusive com uma bebida doce, mas sem café, não apresentou alteração de metabolismo. Mas quem tomou café forte 30 minutos antes do desjejum da manhã aumentou a resposta da glicose no sangue em 50%.


Veja mais: 10 países loucos por café (o Brasil é um deles)


#Glicose #UniversidadedeBath