• Sandra Carvalho

Em 20 anos, a Netflix criou uma mágica que dá cada vez mais certo

São 104 milhões de assinantes ao redor do mundo, em 190 países.


Netflix: tudo começou com aluguel de DVDs | Foto: Netflix

Hoje faz exatos 20 anos que dois engenheiros de software criaram uma startup para alugar filmes em DVD na cidadezinha de Scotts Valley, na Califórnia.


De lá para cá, a startup mudou sua missão para streaming de vídeos e se transformou no que a Netflix é hoje: um monstro da indústria do entretenimento, com 104 milhões de assinantes ao redor do mundo e operações em 190 países.


A cada dia, exibe 125 milhões de horas de programas de TV e filmes sob demanda, sem incomodar ninguém com comerciais. Mais: ainda cobra muito barato, comparando com preços dos canais de TV a cabo.


Acompanhe a evolução dos assinantes da Netflix de 2007 até hoje no gráfico.


E os dois engenheiros? Reed Hastings, um deles, continua lá, como CEO e chairman, comandando a expansão da Netflix no mundo e bancando seus altíssimos investimentos em conteúdo original (6 bilhões de dólares só em 2017).


É uma montanha de dinheiro, muito mais do que a concorrente Amazon investe em conteúdo próprio, mas é o que garante séries sensacionais, das veteranas House of Cards a Orange is the New Black às mais novas Stranger Things e Master of None.


O outro engenheiro, Marc Randolph, o primeiro CEO da Netflix, saiu da empresa há 15 anos, depois da abertura de capital na bolsa.


Hoje baseada em Los Gatos, Califórnia, a Netflix tem valor de mercado de 72,9 bilhões de dólares. mais de dois terços do valor da Disney (102 bilhões de dólares).


#Cinema #Filmes #Netflix #Séries