• Sandra Carvalho

Em árvores de rua, São Paulo fica em 21º lugar entre 23 cidades globais

O ranking é feito por cientistas do MIT com a ferramenta Treepedia.


São Paulo na Treepedia | Imagem: MIT Senseable City Lab

Pesquisadores do MIT, em Cambridge, medem desde dezembro a canópia verde das cidades - as árvores e outras plantas que cobrem as áreas urbanas - usando os panoramas do Google Street View.


É a Treepedia, uma ferramenta online feita com o Fórum Econômico Mundial. Começou comparando 10 cidades, sete meses atrás, e agora já inclui 23 no total.


Entre as 23, São Paulo só fica à frente de Quito e de Paris, com seus 11,7% no Green View Index, o índice de comparação da canópia verde das cidades.


O Green View Index considera apenas o verde das ruas, mas não o dos parques, que não são o forte do Google Street View. Para incluir os parques, seria preciso usar imagens de satélites.


São Paulo fica assim na imagem default da Treepedia - online você alterar a visão até o nível da rua.


Imagem: MIT Senseable City Lab

A Treepedia parte do princípio que as árvores são incríveis para as cidades por vários motivos:


▶︎ ajudam a baixar a temperatura, bloqueando a radiação solar e aumentando a evaporação da água

▶︎ criam microclimas mais confortáveis

▶︎ mitigam a poluição do ar

▶︎ colaboram para evitar inundações durante chuvas muito pesadas, com seus sistemas de absorção

▶︎ permitem um alívio natural diante do tráfego, barulho e congestionamentos


"Como muitas cidades vivem o aquecimento da temperatura, o aumento das tempestades e a contínua poluição do ar, o bem-estar das árvores urbanas nunca foi mais importante", diz num comunicado do MIT o arquiteto italiano Carlo Ratti, diretor do Senseable City Lab, o laboratório da universidade que faz a Treepedia.


O Green View Index, ordenado por desempenho, hoje é assim:



#Árvores #Cidades #Cingapura #GoogleStreetView #Rankings #Sydney #MIT #SãoPaulo