Em conexões de celulares, não há muitos Lewis Hamilton por aí

Os países europeus dão uma surra nos asiáticos. No Brasil então...


 Londres: o Reino Unido é o mais rápido em celulares   |  Foto: cc0 Gordon Williams/Unsplash

Só dá Europa no ranking global das conexões mais rápidas de celulares. Com uma média 26 megabits por segundo, o Reino Unido fica na frente de qualquer um.


O Chipre, tão pequeno quanto veloz, chega a 24,2 Mbps. A Alemanha, com todo seu poder, fica no terceiro lugar, com 24.1 Mbs.


Os dados são do relatório da Akamai sobre o estado da Internet no primeiro trimestre de 2017, que divulga as informações das conexões celulares de 74 países.



Fora da Europa, a velocidade vai se perdendo até chegar ao fundo do poço na Venezuela, com 2,8 Mbps.


Muitos países que normalmente ficam como lanterninhas nesse tipo de ranking, como os mais pobres da África, nem entraram na comparação.


O interessante é que países que estão na vanguarda do uso de celulares, como Japão e Coreia do Sul, nem registram tanta velocidade assim. O Japão fica com 15,6 Mbps e a Coreia, com 11,8.


O Brasil aparece no relatório com uma velocidade média de 5,2 Mbps, na faixa da Argentina (5,1) e ligeiramente acima da do Uruguai (4,6). Os três países comem poeira, quem diria, do Paraguai, com sua média de 7,5 Mbps.


#Akamai #Brasil #ConexõesdeCelulares #Internet #ReinoUnido