• Sandra Carvalho

Faltou sono? O cérebro vai escorregar

A privação de sono amortece a atividade das células cerebrais.


Ressaca de privação de sono: neurônios não conseguem funcionar direito    |  Foto: cc0 Pixabay

O efeito óbvio de noites mal dormidas é um sono quase incontrolável durante o dia. O efeito profundo se vê nos lapsos mentais - na chave de casa deixada na porta ao sair, nas pequenas batidas no trânsito, na falta de memória ocasional.


Cientistas de universidades americanas, francesas e israelenses estudaram a falta de sono e viram que ela impede as células do cérebro de se comunicarem direito. O impacto se vê em perdas na memória e na percepção visual.


"Descobrimos que deixar o corpo sem dormir rouba a capacidade de funcionar adequadamente dos neurônios", comentou Itzhak Fried, professor de neurocirurgia da Faculdade de Medicina das universidades da Califórnia (UC) e Tel Aviv (TAU) , um dos autores do estudo.


"Isso abre caminho para os lapsos cognitivos na maneira como percebemos e reagimos ao mundo ao redor de nós", completou. Ele afirma que a falta de sono influencia tanto o cérebro quanto beber demais.


O estudo foi publicado ontem no jornal Nature Medicine.


Os cientistas fizeram uma experiência com 12 pacientes epiléticos que tinham eletrodos implantados no cérebro para localizar a origem dos ataques.


Células com atividades mais lentas


Os pacientes ficaram sem dormir (a falta de sono precipita ataques epilépticos) e foram vendo e caracterizando imagens à medida que o tempo passava.


As reações das células de seus cérebros foram gravadas pelos eletrodos, sobretudo no lobo temporal, que regula memória de percepção visual.


Quanto mais eles ficavam com sono e se tornavam mais lentos nas respostas, mais células do cérebro também diminuíam o ritmo.


"É fascinante como a privação de sono amortece a atividade das células cerebrais", disse Yuval Nir, da Universidade de Tel Alviv, o principal autor do estudo. "Em vez da reação rápida usual, os neurônios respondem lentamente."


Segundo Nir, a falta de sono prejudica o processamento da informação no cérebro e a transformação do que se vê num pensamento consciente.


Exemplo: se um motorista sonado vê um pedestre, ele vai demorar mais para registrar o que está se passando do que se tivesse dormido bem.


#Atenção #Cérebro #PrivaçãodeSono #Neurociência #Sono #TAU #UCLA