• Sandra Carvalho

Hambúrguer vegetal: nem tudo é o que parece

Em termos de nutrição, hambúrguer à base de plantas difere bastante da carne.


Hambúrguer
Hambúrguer: aparência e rótulos nutricionais similares | Foto: cc0 Mirali Mirhashemian/Unsplash

Parece hambúrguer de carne, tem sabor de carne, textura de carne e até proteínas, gorduras e vitaminas que parecem similares às da carne. Mas o hambúrguer à base de plantas é outra coisa quando se pensa em nutrição.


É o que acabaram de afirmar cientistas americanos do Centro Médico da Universidade #Duke, de Durham, Carolina do Norte. De acordo com eles, um hambúrguer vegetal e um hambúrguer de carne são tão diferentes quanto plantas e animais.


Para chegar a essa conclusão, eles usaram uma ciência ascendente, a metabolômica, que estuda os metabólitos nos mais diversos organismos.


"Para os consumidores que lêem os rótulos nutricionais, eles podem parecer nutricionalmente intercambiáveis", observou Stephan van Vliet, pesquisador do Instituto de Fisiologia Molecular da Duke, que chefiou o estudo.


"Mas se você espiar por trás da cortina usando metabolômica e olhar para perfis nutricionais expandidos, descobre que existem grandes diferenças entre a carne e uma alternativa à base de carne vegetal", complementou.


Comparando 18 hambúrgueres à base de plantas de marcas populares com 18 de carne bovina de gado criado com capim em pastos do estado de Idaho, os cientistas viram que a carne tinha 22 metabólitos que o hambúrguer vegetal não tinha.


Entre os metabólitos ausentes ou com maior presença na carne bovina estavam a creatina, anserina, ácido-graxo ômega-3 DHA, glucosamina, espermina, cisteamina e esqualeno.


"Esses nutrientes têm papéis fisiológicos, antiinflamatórios e imunomoduladores potencialmente importantes", escreveram os pesquisadores em seu estudo, publicado no jornal Scientific Reports. "São importantes para nosso cérebro e outros órgãos, incluindo os músculos", assegurou Vliet.


Em compensação, os hambúrgueres vegetais tinham 31 metabólitos que a carne não continha, alguns bem positivos para saúde humana, como fitoesteróis e fenóis.


Vliet, ele próprio um onívoro, não se opõe ao hambúrguer à base de plantas. "Esses produtos não devem ser vistos como nutricionalmente intercambiáveis, mas isso não significa que um seja melhor que o outro", disse. “Alimentos vegetais e animais podem ser complementares, pois fornecem nutrientes diferentes”.


Veja mais: Veganos iriam passar mal na Idade da Pedra