• Sandra Carvalho

Isto é Brasil: um feminicídio a cada 7 horas

Em 2019, 1.314 mulheres foram assassinadas no país por serem mulheres.


Os assassinatos diminuem, mas os feminicídios aumentam | Foto: cc0 Andreas Lischka/Pixabay

O número de assassinatos de homens e mulheres vem caindo no Brasil nos últimos anos, mas um crime de morte em particular crescendo: o feminicídio.


Em 2019, houve 3.739 assassinatos de mulheres no país, 14,1% menos que em 2018. Mas os feminicídios, os crimes de ódio que tiram a vida das mulheres pelo fato de serem mulheres, chegaram a 1.314, crescendo 7,3%.


Os números são do Monitor da Violência, do G1, Núcleo de Estudos da Violência da USP e Fórum Brasileiro de Segurança Pública.


Veja mais: Feminicídio, o crime escondido dentro de casa


Em 2017, foram 1.047 feminicídios, de acordo com o levantamento. Em 2018, chegaram a 1.225 e atingiram o pico no ano passado, com 1.314.


Os feminicídios são mais frequentes no Acre e em Alagoas do que em qualquer outro estado do país: a taxa é de 2,5 a cada 100 mil mulheres. No extremo oposto, fica o estado de São Paulo, com uma taxa de 0,6 a cada 100 mil mulheres.


#AC #AL #Assassinatos #Crimes #Feminicídio #MonitordaViolência #Mulheres #SP