• Sandra Carvalho

Lá se vai outra esperança para coronavírus, o remdesivir

Teste clínico na China indicou que o antiviral remdesivir não funciona com a Covid-19.


O novo coronavírus (em verde) numa célula infectada (em tom terra) Foto: cc NIAID/Flickr

Por um descuido, os aguardados resultados do teste clínico chinês do antiviral remdesivir vazaram no site da Organização Mundial da Saúde, a OMS, com uma péssima notícia: o remédio é aparentemente um fracasso para coronavírus.


Os resultados do teste foram retirados do site, mas depois de várias pessoas terem feito screenshots deles. Aparentemente 13,9% dos doentes que tomaram remdesivir morreram depois de um mês, em comparação com 12,8% dos pacientes do grupo de controle.


A empresa americana que fabrica o remdesivir, a Gilead, está furiosa com a publicação, porque os resultados ainda não passaram por peer review e não estão prontos para publicação.


De qualquer forma, tudo indica que o remdesivir não conseguiu acelerar a recuperação dos doentes com Covid-19 nem evitar que morressem.


Havia grande expectativa sobre o remdesivir na China durante o auge da pandemia no país, mas o teste foi suspenso por falta de pacientes depois.


O antiviral foi desenvolvido pela Gilead como tratamento contra Ebola e contra a febre hemorrágica causada pelo vírus Marburg. Como o teste chinês não era o único com o remdesivir, é possível que surjam outros com resultados mais encorajadores.


#China #Coronavírus #Epidemias #Remédios