• Sandra Carvalho

Legalização da maconha: os 6 prós e 6 contras mais comuns

Nos Estados Unidos, hoje o debate se inclina pela legalização, com 66% de apoio.


Maconha: 66% dos americanos apoiam a legalização | Foto: cc0 Rick Proctor/Unsplash

O movimento pró-legalização da maconha ainda é incipiente no Brasil, mas avançou bastante nos Estados Unidos. Onze estados americanos já legalizaram a marijuana. O instituto de pesquisa Gallup anotou os argumentos mais usados a favor e contra a legalização pelos americanos:

A favor da legalização da maconha:

1. A maconha ajuda as pessoas que usam cannabis por razões médicas (86%)

2. A legalização libera a polícia para atacar outros tipos de crime (70%)

3. Usar maconha é uma questão de liberdade e escolha pessoal (60%)

4. A legalização gera uma boa fonte de impostos para o estado e para as prefeituras (56%)

5. Com a regulamentação a maconha fica mais segura para os usuários ( 47%)

6. A maconha não faz mal (35%)

Contra a legalização da maconha:

1. A legalização causaria a um aumento de acidentes de carros com usuários de maconha (79%)

2. Levaria mais pessoas a usar drogas mais fortes e mais viciantes (69%)

3. Encorajaria mais pessoas a usar maconha (62%)

4. A legalização não beneficiaria muito indivíduos ou a sociedade (60%)

5. A maconha faz mal (54%)

6. O uso de drogas, inclusive maconha, é imoral (43%)

No geral, o apoio pela legalização da maconha cresce acentuadamente nos Estados Unidos nos últimos 50 anos. Em 1969, apenas 12% dos americanos eram a favor. Em 2009, já eram 44%. Agora, chegam a 66%, sempre de acordo com o Gallup.

#Consumo #EUA #Gallup #Maconha