• Sandra Carvalho

Legumes brotam da maior estufa do mundo no topo de um prédio

A estufa, do tamanho de 3 estádios de futebol, fica em Montreal, no Canadá.


Berinjelas na nova estufa de Montreal | Foto: Lufa Farms

As fazendas Lufa, de Montreal, Canadá, têm a cara da agricultura do futuro: ficam na cidade, dispensam pesticidas sintéticos, economizam energia e água o máximo possivel. Ontem, mais uma dessas fazendas foi inaugurada - é a maior estufa do mundo no topo de um prédio.


A nova instalação da Lufa Farms fica no bairro de Saint Laurent, em Montreal, e ocupa uma área do tamanho de três campos de futebol. Vai produzir 10 variedades de tomates e três de berinjelas - 11, 3 mil quilos de vegetais por semana.


O mote da Lufa Farms é plantar comida localmente, onde as pessoas vivem, em estufas no topo de prédios. A nova estufa se soma a outras três já em funcionamento em Montreal há vários anos - a primeira delas foi criada em 2011.


Nas estufas, os legumes e verduras crescem em recipientes hidropônicos revestidos de casca de cocô, abastecidos com nutrientes líquidos.


As fazendas foram criadas por dois empreendedores jovens: Mohamed Lage, que emigrou do Líbano para o Canadá, e Lauren Rathmell, que mudou dos Estados Unidos, em 2009, com o propósito nada modesto de reinventar o sistema de produção de alimentos.


Como nem tudo pode ser plantado em estufa, a Lufa faz parcerias com produtores locais para oferecer uma gama maior de produtos em seu marketplace online. Os produtos são despachados em carros elétricos para pontos de coleta na cidade.


Com a nova estufa, a Lufa Farms já tem condições de abastecer 2% da população de Montreal. Você pode observar os detalhes da nova fazenda urbana num vídeo da AFP.


Os tomates da estufa: a produção já começou | Foto: Lufa Farms

Veja mais: Aeroponia, arte de cultivar plantas no ar


#Agricultura #FazendasdoFuturo #FazendasVerticais #Inovação #Montreal #Sustentabilidade