• Sandra Carvalho

Lontras inglesas estão contaminadas por PFAS

Essas substâncias tóxicas estão presentes em muitos produtos de consumo.


Lontra
Lontra da Inglaterra: 100% têm produtos químicos eternos no corpo | Foto: cc Helen Haden/Flickr

Hoje em dia as substâncias perfluoroalquil e polifuoraolquil, conhecidas pela sigla PFAS, estão por toda parte: revestimentos das panelas, embalagens de alimentos, roupas impermeáveis, retardantes de fogo, tecidos resistentes a manchas de gordura.


Problemão: essas substâncias prejudicam a saúde humana e animal, com impacto no fígado, no metabolismo, no sistema imunológico e nas funções reprodutivas. Em vários países essas substâncias já são proibidas ou restritas.


Mesmo com eventuais limitações, PFAS permanecem no ambiente - subsistem por muito tempo, por causa de sua estrutura de carbono-flúor, que não se decompõe facilmente. São até chamadas, por isso, de produtos químicos eternos.


O quanto esses contaminantes persistem no ambiente acaba de ser demonstrado por pesquisadores da Universidade de Cardiff (#UniversidadedeCardiff), do País de Gales, com animais encontrados mortos.


Eles examinaram 50 lontras comuns da Inglaterra e de Gales (Lutra lutra), também conhecidas como lontras euro-asiáticas, e depararam com PFAS em 100% delas. Em mais de 80% havia de 12 a 15 diferentes tipos de PFAS.


As #lontras são consideradas animais-sentinelas, que indicam a presença de produtos químicos no ambiente. Para os pesquisadores de Cardiff, achar 100% de lontras contaminadas indica que a água doce do Reino Unido hoje está largamente poluída.


O estudo foi publicado no jornal Environmental Science & Technology.


"Nos últimos anos, houve esforços para eliminar gradualmente esses produtos químicos, mas eles permanecem onipresentes devido à sua persistência ambiental", observou Emily O'Rourke, da Universidade de Cardiff, a principal autora do estudo. ✔︎


Veja mais: Como o plástico se intromete na vida dos oceanos