• Sandra Carvalho

Maias lidavam com a água de uma maneira genial

Seus filtros de água potável, de 2 mil anos atrás, seriam considerados eficientes hoje.


Tikal, cidade maia: água limpa | Foto: cc Jimmy Baum/Wikimedia Commons

Os maias da cidade de Tikal, no norte da Guatemala, construíram, 2 mil anos atrás, filtros de águas sofisticados com materiais naturais que até hoje são usados para purificar a água.


Pesquisadores da Universidade de Cincinnati, em Ohio, EUA, estudaram esse sistema de filtros no reservatório Corriental de Tikal.


Os filtros tinham quartzo e zeólitos de outro lugar, Bajo de Azúcar, que fica a quase 30 km de distância. Tanto quartzo quanto zeólitos são usados hoje nos filtros modernos de água.


Segundo os cientistas, os filtros maias serviam para remover micróbios, metais pesados e outras toxinas da água. Eles foram criados antes de sistemas similares terem sido adotados na Europa.


De acordo com o estudo, encontrar maneiras de coletar a armazenar água limpa era crítico para os maias, porque Tikal e outras cidades maias foram construídas sobre calcário poroso, o que dificultou o acesso a água potável.


O estudo foi publicado no jornal Scientific Reports.


Veja mais: O bom, o ruim e o imponderável da água doce no Brasil


#Guatemala #UniversidadedeCincinnati #AntigasCivilizações