• Sandra Carvalho

Misturar humanos e porcos em embriões? Não é impossível

Embriões de porcos com células humanas viveram 28 dias na Califórnia.


Coração num embrião de porco com células humanas | Imagem: Salk Institute

A vida dos primeiros embriões de porcos com células humanas injetadas durou apenas 4 quatro semanas. Depois de 28 dias, a sentença: eutanásia.


A experiência, feita por cientistas do Salk Institute, da Califórnia, financiados por uma fonte privada da Espanha, foi a mais avançada já divulgada.


Os resultados da experiência saíram na revista Cell, assinados por 37 cientistas.


A eutanásia, a esta altura de um debate ético ainda embrionário (desculpe o trocadilho), era a saída óbvia para o Salks Institute. Deixar porcos viverem com características humanas? Passar essas características a seus descendentes?


Por que porcos?


A ideia por trás dessa experiência é a mesma de outras semelhantes que tentam quimeras (combinações de espécies diferentes, como o monstro mitológico com cabeça de leão, corpo de cabra e cauda de serpente).


O objetivo é nobre: cultivar órgãos em animais para transplantes em humanos, impedindo que pessoas morram na fila de espera por corações, pulmões, fígados... como acontece atualmente.


Porcos foram escolhidos, entre outros motivos, porque se aproximam mais da escala humana, do que, por exemplo, ratos. Essa aproximação é um fator crítico de sucesso.


O tempo de desenvolvimento dos órgãos em porcos também ajuda por ser mais similar ao dos humanos.


Os cientistas "treinaram" implantando células de ratos em camundongos, e foram muito bem-sucedidos nessa fase.


Embrião de camundongo com células de rato no coração | Imagem: Salk Institute

Implantando células-tronco humanas nos porcos, a equipe de cientistas conseguiu gerar células e tecidos humanos. Os embriões, porém, não se desenvolveram normalmente.


A conclusão é que ainda há muita coisa a ser estudada e experimentada antes de se ter órgãos saudáveis para implante em humanos.


Neste vídeo de 5:23, hospedado no YouTube, você vê dois dos principais cientistas do projeto falando da experiência.



#CélulasTronco #Porcos #Quimeras #SalkInstitute