• Sandra Carvalho

Prazer em conhecer, orangotango Tapanuli, de Sumatra

Esse orangotango vive isolado na Indonésia e foi batizado de Pongo tapanuliensis.


Tapanuli: existem cerca de 800  | Foto: Maxime Aliaga e Tim Laman/UZT

Até agora, quase ninguém sabia que os orangotangos Tapanuli existiam. Eles acabam ser apresentados ao mundo por um time internacional de 37 cientistas.


Com a introdução, veio também a má notícia: os orangotangos Tapanuli estão entre os grandes primatas mais ameaçados de extinção. Só restam 800 deles.


Humanos à parte, até o momento só se conheciam seis espécies de grandes primatas: os orangotangos de Sumatra e os de Bornéu, os gorilas ocidentais e ocidentais, os chimpanzés e os bonobos.


Os orangotangos Tapanuli, afirmam os cientistas, são uma sétima espécie, vivendo isolada em Sumatra, na Indonésia. A pesquisa foi publicada ontem no jornal Current Biology.


Menos floresta, mais agricultura


Nome científico dos Tapanuli: Pongo tapanuliensis.


Eles foram vistos primeiro no Norte de Sumatra, na área de Batang Toru, por pesquisadores australianos.


Depois, antropólogos de Universidade de Zurique (UZH), com uma equipe de cientistas de vários países, constataram que eles eram morfologicamente diferentes dos outros orangotangos.


Havia diferenças marcantes no crâneo e nos dentes dos animais.


Análises do genoma de 37 orangotangos combinadas com estudos prévios sobre o assunto indicaram que os Tapanuli existem com suas características próprias há pelo menos 10 mil ou 20 mil anos.


"É muito excitante descobrir um novo grande primata em pleno século 21", comentou Michael Krutzen, o principal autor do estudo, professor de antropologia evolutiva e genômica da UZH.


Prático, ele diz que agora o foco deve ser a proteção do habitat dos orangotangos Tapanuli, para garantir a sobrevivência da espécie. As florestas do Norte de Sumatra estão perdendo terreno para a agricultura, que gira em torno do óleo de palma.


Além disso, disse Kruktzen, há planos para construção de uma barragem hidrelétrica na região, que afetaria ainda mais o ambiente dos Tapanuli.


#AnimaisAmeaçados #Biologia #Genética #Primatas #Sumatra #UZH #VidaSelvagem