• Sandra Carvalho

Não é preciso comer inseto para salvar o planeta. Basta dar ao pet

Startup francesa está construindo a maior fábrica insetos do mundo para alimentar animais.


Larvas de tenébrio: teor de proteína lá em cima | Foto: cc 4.0 Tylwyth Eldar/Wikimedia Commons

Devorar um inseto como se fosse uma iguaria não é para qualquer um. Mas animais não são enjoados como humanos. A startup francesa Ÿnsect está construindo a maior fazenda vertical de insetos do mundo para alimentar os animais.


A fazenda vertical fica em Amiens, no norte da França, e deve começar a funcionar em 2022, produzindo comida para pets e peixes de aquicultura a partir das larvas do besouro tenébrio, também conhecido como tenebrião ou larva-da-farinha (Tenebrio molitor).


As larvas, com 70% de proteína e pouca gordura, são uma opção de comida sustentável para um mundo que exige cada vez mais alimentos.


Segundo a Ÿnsect, o tenébrio pode ser uma fonte de nutrientes naturais para uma variedade grande de animais, de cães a gatos, de galinhas a porcos, passando pelos peixes, hoje seu principal foco.


Usar larvas de tenebrião para fazer comida para pets não tem nada de novo. Qualquer boa loja de animais domésticos, no Brasil ou em qualquer outro país, oferece hoje opções de tenébrio para pets.


Há produtos para peixes, passarinhos, tartarugas, lagartos e inclusive animais selvagens que nem deveriam ser criados em ambiente doméstico, como macacos. Larvas vivas também são fáceis de encontrar. O YouTube tem muitas dicas de como criar os besouros.


Produtos Ÿnsect: Ÿnmeal, alimento para animais, e Ÿfrass, fertilizante natural | Fotos: Ÿnsect

___________


A diferença é que Ÿnsect faz isso com muita tecnologia (tudo é automatizado) e numa escala que não se vê. Queridinha dos investidores que se preocupam com o ambiente, a Ÿnsect já recebeu 425 milhões de dólares para expandir seu negócio. O investidor mais conhecido é o ator de Hollywood Robert Downey Jr.


Com a nova fábrica de Amiens, o objetivo é produzir 100 mil toneladas de ingredientes a partir das larvas do tenébrio. Fundada em 2011, a Ÿnsect já produz alimentos naturais com a larva para pets, peixes de aquicultura e fertilizantes orgânicos.


Nas instalações da Ÿnsect, as larvas se desenvolvem durante várias semanas até atingirem um estágio maduro, quando passam por vapor, são esterilizadas e transformadas em alimento. Cerca de 5% se tornam adultas para renovar o estoque de larvas jovens.


"Com a mudança de clima e o crescimento da população mundial, precisamos produzir mais comida com menos terra e menos recursos, de forma a não desmatar as florestas ou esvaziar nossos oceanos", notou Antoine Hubert, fundador e presidente da empresa, num comunicado no Facebook. "Achamos que a Ÿnsect pode ter um papel importante numa solução global."


Instalações da Ÿnsect: quase meio bilhão de dólares de investimento | Foto: Ÿnsect

#Aquicultura #FazendasVerticais #Insetos #França #Peixes #Pets #Proteínas