• Sandra Carvalho

No mapa global da riqueza, dinheiro chama dinheiro para 1%

Os milionários e bilionários concentram 45% da riqueza mundial, segundo o BCG.


Luxo no lazer: milionários | Fotos: Lance Asper/Unsplash

Milionários adoram morar em Bahrein, Liechtenstein e Suíça - os três países com a maior densidade de super endinheirados do planeta. Mas na verdade não importa onde eles vivem: sua fortuna cresce em parar.


Quem mostra isso é a consultoria de negócios Boston Consulting Group (BCG), em seu relatório anual Global Wealth 2017.


Segundo o BCG, a riqueza global em mãos privadas cresceu 5,3% no ano passado, chegando a 166,5 trilhões de dólares. Detalhe: 45% disso ficou com milionários e bilionários.


Quantos são, no total? No mundo, há 18 milhões de famílias com patrimônio acima de 1 milhão de dólares, pelos dados do BCG.


Fazendo a conta óbvia: 1% da população concentra 45% da riqueza.



Em 2021, dentro de cinco anos, a riqueza global deve chegar a 233,1 trilhões de dólares, na estimativa do BCG. Detalhe: mais da metade estará nas mãos de milionários e bilionários, de acordo com a consultoria.


O relatório do BCG mostra a preferência de sempre dos muito ricos por viver em Bahrein, Liechtenstein e Suíça. Mas quem concentra mesmo o maior número absoluto de milionários é a América do Norte, puxada pelos Estados Unidos.