• Sandra Carvalho

No ranking da paz, o Brasil fica em 116º lugar

O país mais tranquilo do mundo é a Islândia, tão calmo que não tem rivais nem na Europa.


Islândia: país tido o mais pacífico desde 2008 | Foto: cc0 Evelyn Paris/Unsplash

Onde se pode viver com mais tranquilidade no planeta? Pelo Índice Global da Paz de 2019, na Europa. Dos dez países mais bem colocados no ranking, 6 são europeus, com a Islândia em primeiro lugar.

Entre os dez países mais pacíficos, nove são democracias. A exceção, claro, é Cingapura, combinação inusitada de sucesso econômico com pulverização das liberdades individuais.

O índice é feito pelo Instituto para Economia e Paz, uma organização australiana independente. Cobre 99,7% da população mundial, e usa 23 indicadores para elaborar seu ranking.

Um deles mede o custo econômico da violência. Nos dez países mais pacíficos, a violência fica em 3,3% do PIB. Nos dez mais violentos, 35%.

No ranking da paz de 2019, o Afeganistão é o lanterninha, antecedido por Síria, Sudão do Sul, Iêmen e Iraque. A devastação da guerra atingiu a Síria mais do que qualquer outro país, destruindo 67% de seu PIB.

A República Central Africana, em guerra civil, também pagou caro: 42% de seu PIB, de acordo com o Índice Global da Paz. A África e o Oriente Médio são as regiões mais tomadas pela violência, como até os marcianos sabem.

O Brasil caiu 10 posições no ranking de 2019, da 106ª para 116ª. O índice menciona a polarização política do país e a escalada do comércio de drogas e seus conflitos armados.

No Brasil, o custo econômico da violência é relevante: 9% do PIB, conforme as estimativas do Índice Global da Paz. Per capita, o custo anual seria de 1.411 dólares.

#Afeganistão #Brasil #Islândia #OrienteMédio #Paz #PIB #Rankings #Síria #Violência