• Sandra Carvalho

O panda gigante escapou mesmo da ameaça de extinção?

O habitat dos pandas melhorou, mas as florestas de bambu continuam fragmentadas.


Panda: modesto crescimento do número de animais   | Foto: Sue Nichols/Universidade Estadual de Michigan

Os adoráveis pandas gigantes chineses saíram da condição de espécie ameaçada da Lista Vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza ( IUCN, na sigla em inglês), e entraram na categoria de espécie vulnerável um ano atrás.


Agora cientistas americanos da Universidade Estadual de Michigan (MSU) estão questionando as análises feitas para essa mudança de status, num estudo publicado no jornal Biological Conservation.


"Todos nós queremos fazer a dança da vitória para o panda, mas precisamos continuar a entender e endereçar possíveis ameaças. Não dá para declarar vitória e esquecer o assunto", declarou Jianguo "Jack" Liu, um dos autores do estudo, num comunicado da universidade.


A IUCN mudou o status do panda gigante de espécie ameaçada para vulnerável basicamente por dois motivos.


O primeiro: o habitat dos animais está melhorando e inclusive aumentando. A China faz um esforço de proteção das florestas e de reflorestamento na região de Sichuan, onde vive o panda gigante, que tem dado resultados.


Segundo motivo: há indícios que o declínio na população dos pandas foi interrompido. Nas montanhas Minshan há mais de 400 animais adultos, conforme a IUCN.


Declínio interrompido


Pesquisas feitas entre 2000 e 2004 já apontaram um modesto crescimento no número de pandas gigantes, mas incertezas persistiram.


De acordo com a IUCN, o último de levantamento, que pegou os anos de 2011-2014, removeu essas dúvidas, e acredita-se que a população de pandas se estabilizou e começou a aumentar em várias partes do habitat.


Atualmente a IUCN estima a população total de pandas em 2060 animais.


Os cientistas MSU reconhecem as melhorias no habitat dos pandas, mas dizem as áreas de florestas de bambu onde os animais vivem estão fragmentadas, tanto por atividade humana quanto por eventos naturais, como o terremoto de 2008.


Eles usaram imagem de satélites e inspeção direta no local para apontar a fragmentação, que consideram uma ameaça à sobrevivência da espécie a longo prazo.


#AnimaisVulneráveis #China #IUCN #ListaVermelha #Pandas