• Sandra Carvalho

O que a máscara da LG tem de diferente?

Para começar, ela tem ventiladores e filtros HEPA movidos a bateria para limpar o ar.


Máscara PuriCare, da LG: componentes substituíveis e recicláveis | Foto: LG

Usar máscara é mandatório durante a pandemia do novo coronavírus, mas não se pode dizer que é confortável. A LG tem a pretensão de mudar isso. Com a máscara PuriCare, usa e abusa da tecnologia para tornar a respiração mais fácil.


A fim de limpar o ar, a máscara usa dois filtros HEPA H13, a categoria que promete eliminar 99,95% das impurezas e microorganismos, pegando partículas tão minúsculas quanto as que têm apenas 0,3 mícron.


Até aí, normal. Muitas máscaras têm filtros potentes. Mas a PuriCare é bem diferente das máscaras de pano, das cirúrgicas e até da prestigiada N95.


Ela tem um sensor que avalia o ciclo e o volume da respiração do usuário e faz ajustes internos para que inspirar e expirar seja mais tranquilo.


A máscara tem dois ventiladores duplos, que trabalham em três diferentes velocidades, controladas pelo sensor. Tudo movido a uma bateria bem leve, a 820mAh, que pode durar até oito horas se for pouco requisitada, ou pelo menos duas se for muito exigida.


Depois de usar a máscara, basta recolocá-la em seu estojo, equipado com luzes ultravioleta de LED, que fulminam os germes. Mais: o estojo recarrega também a bateria da máscara e avisa por app de celular quando é hora de trocar os filtros HEPA.


No papel, parece uma opção interessante. Mais detalhes da PuriCare, como preços e datas de lançamento, serão revelados pela LG na semana que vem na feira de produtos eletrônicos IFA 2020, em Berlim. Veja por enquanto as fotos que a LG liberou:

Veja mais: Máscara de pano protege o usuário, não só os outros


#Coronavírus #Epidemias #Inovação #LG #Máscaras