• Sandra Carvalho

O que o Google tem para agradar quem trabalha lá

O Google é a melhor empresa para trabalhar, segundo ranking da Fortune.


Bicicleta em campus do Google: usa quem quer | Foto: Google

Virou rotina: o Google foi escolhido de novo como a melhor empresa para trabalhar no ranking da revista Fortune, o mais respeitado que existe.


Foi o oitavo ano em que isso aconteceu. O ranking lista 100 empresas e envolve entrevistas com mais de 230 mil pessoas nos Estados Unidos.


Quem faz o heavy lifting do ranking é a Great Places to Work.


Além do Google, nenhuma outra grande empresa de internet - Facebook, Amazon, Snapchat, Twitter, Yahoo! - costuma entrar no ranking da Fortune.


Por que o Google, e tantas vezes?


Além dos conhecidos café da manhã, almoço com toques gourmet e snacks gratuitos ao longo do dia, o Google costuma providenciar em suas instalações massagens, academia de ginástica, serviços bancários, manutenção de carros, serviços de cabelereiro etc.


É claro que coisas relevantes como trabalho remoto, treinamentos de alto nível, creches e e plano de saúde de ótima qualidade também fazem parte do pacote.


Não são benefícios congelados no tempo. Recentemente, por exemplo, o Google tirou o teto para a cirurgia de confirmação de gênero feita por seus funcionários, o que marcou pontos com os gayglers (a comunidade LGBT do Google).


O Google também expandiu a cobertura de tratamento de fertilidade, passando a incluir congelamento de ovos eletivo. O reembolso para quem usa barriga de aluguel ou adota um filho subiu de 5 mil para 20 mil dólares.


Isso é para quem pode, e não para quem quer. E o Google está podendo, com uma receita de 75 bilhões de dólares por ano e um lucro de nada menos que 16 bilhões, segundo dados da Fortune.


O apoio a causas importantes para seus funcionários também pesa na satisfação do time. O Google transmitiu para todos os escritórios do mundo, por exemplo, o debate sobre a violência policial contra os negros nos Estados Unidos, organizada pela rede de funcionários negros (Black Googlers Network).


Este vídeo de 1:51 mostra a vida interna do Google, dando uma boa ideia da atmosfera de trabalho e relacionamento que rola na empresa. Confira agora.