• Sandra Carvalho

Obesidade em crianças aumenta risco de problemas no quadril

As crianças obesas e carentes correm um risco maior ainda.


Balança: crianças obesas são as principais vítimas  | Foto: cc0 Pixabay

Que os quadris são uma dor de cabeça para os velhos, todo mundo sabe. Mas deformidades nos quadris podem atrapalhar a vida das crianças também.


A doença mais comum nos quadris entre crianças e adolescentes é conhecida pela sigla EEPF - escorregamento epifisário proximal do fêmur, tratada com cirurgia. E quem corre o risco mais alto de EEPF são justamente as crianças obesas.


Esta é uma conclusão de um estudo epidemiológico das universidades de Liverpool, Oxford e Manchester, que analisou os dados de todas as crianças e adolescentes com menos de 16 anos diagnosticadas com EEFF entre 1990 e 2013 no Reino Unido.


A pesquisa foi publicada no jornal Archives of the Disease in Childhood da BMJ.


A incidência de EEPP nesse período de 23 anos foi de 4,8 a cada 100.000 crianças e adolescentes com até 16 anos. Além de associar a doença a obesidade, os cientistas também relacionaram a EEPP com más condições socioeconômicas.


Antes desse estudo, obesidade já estava associada a EEPP, mas não se sabia se ela já existia antes da doença ou era um resultado dos problemas que a doença trazia. Agora se sabe que, quando a criança é obesa, ela tem risco maior de EEPP.


#Crianças #Doenças #Obesidade #UniversidadedeLiverpool #UniversidadedeOxford