• Sandra Carvalho

Um hidroaviãozinho vintage abre a era dos aviões elétricos

O DHC-2 Beaver passou por um retrofit e renasceu com motor elétrico, para evitar poluição.


Beaver com motor elétrico, sobre o rio Fraser, Vancouver: pioneiro | Foto: Harbour Air

O primeiro voo de um avião comercial inteiramente elétrico coube a um pequeno hidroavião de 62 anos de idade, feito para carregar seis passageiros. Ele voou esta semana por 15 minutos sobre o rio Fraser, em Vancouver, Canadá.


O DHC-2 Beaver é da empresa canadense HarbourAir, a maior companhia de hidroaviões do mundo, num projeto com a australiana magniX, de engenharia voltada para aviação.


O motor usado foi o magni500, de propulsão elétrica de alta densidade de potência, lançado poucos meses atrás.


Aviões são terríveis poluidores do ar, pela quantidade de emissões de CO2. Estima-se que são responsáveis por 2% das emissões globais de carbono. Os combustíveis fóssseis cobram seu preço.


Adotando motores elétricos, a Harbour Air espera diminuir significativamente sua pegada ecológica. Se tudo der certo, a ideia é fazer o retrofit de 100% de sua frota até 2022.


O piloto do primeiro voo foi o fundador e CEO da Harbour Air, Greg MCDougall. "Para mim foi como voar um Beaver, mas um Beaver com esteroides elétricos", ele comentou.


#Aviões #CO2 #Poluição #Vancouver #Veículos #VeículosElétricos