• Sandra Carvalho

Olho impresso em 3D vira realidade pela primeira vez

Um engenheiro de Londres já usa uma prótese 100% impressa em 3D.


Paciente com olho impresso em 3D
Steve Verze, o primeiro paciente com a prótese 100% impressa em 3D | Foto: Hospital do Olho Moorfields

Próteses de olho são até agora bem complicadas. Para fazer seu molde, é necessário um procedimento invasivo de aproximadamente duas horas, que chega a exigir anestesia geral no caso de crianças. A tecnologia é basicamente a mesma desde a 2ª Guerra Mundial.


Se a prótese é baseada no escaneamento digital do olho para ser impressa em 3D, a história é outra. E já começou no dia 25 de novembro, quando o engenheiro britânico Steve Verze saiu do Hospital do Olho Moorfields, da Fundação NHS, em Londres, com a primeira prótese inteiramente impressa em 3D.


Verze, 47 anos, perdeu um olho na infância e desde então usava próteses convencionais, que o incomodavam pela aparência artificial.


Com o escaneamento digital e a impressão em 3D, a prótese ficou mais realista. A tecnologia permite dar mais definição e profundidade ao olho. Próteses convencionais são pintadas.


O mapa digital do olho de Verze foi feito na Inglaterra, a imagem foi impressa em 3D na Alemanha e recebeu acabamento no Moorfields. O procedimento ainda é considerado experimental.


Segundo o hospital, com o escaneamento digital e a impressão 3D será possível cortar pela metade o tempo tempo necessário para fazer uma prótese de olho, reduzindo-o para apenas duas ou três semanas.


Veja mais: Visão artificial não é mais só um sonho para cegos