• Sandra Carvalho

Desigualdade: onde há mais favelas em São Paulo?

No Jardim São Luís, 69% dos lares ficam em favelas. Em Moema, nenhum.


Favela no Jaguaré, São Paulo
Favela no Jaguaré: 2,4% dos lares em favelas | Foto: Jorge Maruta/ USP Imagens

Em São Paulo, as favelas respondem por 9,5% das moradias. Mas, como tudo na cidade, os domicílios em terrenos informais se espalham desigualmente.


Em 10 distritos, não há nenhuma favela. É o caso, por exemplo, dos bairros mais antigos, como Sé e República. E dos mais prósperos, como Jardim Paulista, Moema e Perdizes.


Ao contrário, as favelas explodem em 10 outros distritos, onde a pobreza dá as cartas.


Neles, os domicílios em lugares informais chegam a se aproximar de 69%, como é o caso do Jardim São Luís, o campeão da informalidade, ou passar da metade dos lares, caso do Jardim Ângela.


Esses números são do Mapa da Desigualdade 2021, da organização Rede Nossa São Paulo (#RNSP), que usa os dados oficiais da cidade para fazer suas estimativas.


No caso das moradias em favelas, as informações são da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária (SEHAB) e do Seade, o órgão de análises estatísticas do estado de São Paulo. Confira a tabela:


Tabela das favelas de São Paulo
Tabela: Mapa da Desigualdade 2021/Rede Nossa São Paulo

Veja mais: Rocinha, a maior favela do Brasil, será escaneada a laser